sábado, 29 de março de 2008

Portfólio de Artes


Você pode montar um portfólio com várias técnicas de artes produzidas pelas crianças...confira as sugestões no blog!


sexta-feira, 28 de março de 2008



"Ser criança é
Saber brincar
Sonhar com a vida
E em nada pensar

Ser criança é
Saber buscar
O melhor pra vida
Sem se preocupar

Ser criança é
Saber se educar
Aprender coisas boas
Pra vida mudar..."


domingo, 23 de março de 2008

Projeto Dia do Circo





Objetivo do Projeto : Desenvolv
er nas crianças, através de atividades lúdicas, o desejo de conhecer e valorizar a arte circense.


SUGESTÕES:
Atividade 1 – Histórias do circo, palhaço,…; .Atividade 2 – Assistir aos D.V.D.s: Filme Dumbo / Xuxa Circo / Patati Patatá e comer pipoca; .Atividade 3 – Origami do palhaço; .Atividade 4 – Alfabeto ilustrado letra C ( painel ); .Atividade 5 – Músicas Dramatizadas; .Atividade 6 – Exercícios rítmicos e de equilíbrio; .Atividade 7 – Teatro de Professores; Atividade 8 – Atividades nos cadernos (deveres e exercícios em sala relacionados com a data); Atividade 9 – Brincadeiras no pátio (imitar animais, fazer mágicas, representar imitando o palhaço,…); Atividade 10 – Pintar o rosto das crianças, colocar nariz e peruca de palhaço; Confeccionar a lembrança...


sábado, 22 de março de 2008

Recordação Festa de Páscoa...

Técnicas Pedagógicas

Uma das técnicas que podemos desenvolver na escola é o Dia do Brinquedo. A mesma consiste na permissão e incentivo, para que em determinado dia da semana, a criança traga um brinquedo de casa, afim de brincar e socializar com seus amigos. Pedimos às famílias que os brinquedos a serem enviados não estimulem à violência, como: armas, espadas, revólveres e outros. Inúmeros aspectos são trabalhados no momento reservado para esta confraternização, que também possui cunho pedagógico. Adote esta idéia...

segunda-feira, 17 de março de 2008

Projeto: Páscoa Integrada

CONFIRA A FINALIZAÇÃO DO PROJETO PÁSCOA ENVOLVENDO NOSSA COMUNIDADE ESCOLAR:

A Páscoa é um tempo em que muito recebemos... Recebemos a visita do coelhinho... Recebemos lembrança na escola... Recebemos amigos e parentes em casa... Recebemos chocolates e carinhos, abraços e beijinhos... E o que é que doamos? Pensando nisso, nossa escola resolveu “dar” um pouquinho do “tanto” que temos! Passado o Domingo de Páscoa, vamos escolher entre os chocolates ganhos, algo que poderá ser motivo de muita alegria para crianças que não receberam a visita do Coelhinho da Páscoa. As crianças da Casa Lar vibrarão em receber todo esse carinho!
ESPERAMOS SUA DOAÇÃO NA SEGUNDA-FEIRA!


Meu trabalho, minha paixão...

A partir desta semana também postarei as
experiências vivenciadas em uma escola de educação infantil!
Aguarde...teremos muitas novidades para 2008!

quinta-feira, 13 de março de 2008

Congresso de Educação

O EDUCASUL é um dos maiores encontros sobre o ensino do país, reunindo profissionais de educação, pais e alunos, tendo como objetivo a disseminação de conhecimentos e discussão das mais importantes questões da educação brasileira. A próxima edição será no período de 23 a 26 de julho de 2008 e terá como tema “Educação, Cultura e Currículo”. Mais informações entre no site: www.educasul.com.br


A IDADE DE SER FELIZ

Existe somente uma idade para a gente ser feliz, somente uma época na vida de cada pessoa em que é possível sonhar e fazer planos e ter energia bastante para realizá-los a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.

Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente e desfrutar tudo com toda intensidade sem medo nem culpa de sentir prazer.

Fase dourada em que a gente pode criar e recriar a vida à nossa própria imagem e semelhança e vestir-se com todas as cores e experimentar todos os sabores e entregar-se a todos os amores sem preconceito nem pudor.

Tempo de entusiasmo e coragem em que todo desafio é mais um convite à luta que a gente enfrenta com toda disposição de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO, e quantas vezes for preciso.

Essa idade tão fugaz na vida da gente chama-se PRESENTE e tem a duração
do instante que passa...

Mário Quintana


segunda-feira, 10 de março de 2008





Para quem interessar:
Curso de Capacitação para Berçaristas

Contato: eliaspatricia@hotmail.com



Vamos trocar idéias?
eliaspatricia@hotmail.com

domingo, 9 de março de 2008


"Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil
diferença entre dar a mão e acorrentar a alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa aprender que beijos não são contratos, e que presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e os olhos adiante, com graça de um adulto e não a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair meio em vão.
Depois de algum tempo, você aprende que o sol queima, se ficar a ele exposto por muito tempo. E aprende que, não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... E aceita que, não importam quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo (a) de vez em quando,
e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que leva-se anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá para o resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer, mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprende que não temos que mudar de amigos, se compreendermos que os amigos mudam. Percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com que você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso, devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos.
Aprende que as circunstâncias
e os ambientes têm muita influência sobre nós, mas que nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que você pode ser. Descobre que leva muito tempo para se chegar aonde está indo, mas que, se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.
Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que
paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes, a pessoa que você espera que o chute, quando você cai, é uma das poucas pessoas que o ajudam a levantar-se. Aprende que a maturidade tem mais a ver com tipos de experiências que se teve e o que se aprendeu com elas, do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais de seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes, e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.
Aprende que quando está com raiva, tem direito de estar com raiva, mas isso não lhe dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama mais do jeito que você quer não significa que esse alguém não o ame com todas as forças, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por algu
ém, e que algumas vezes, você tem que aprender a perdoar a si mesmo.
E que, com a mesma severidade com que julga, será em algum
momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára, para que você junte seus cacos. Aprende que o tempo não é algo que se possa voltar para trás.

Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende realmente que pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir mais longe, depois de pensar que
não pode mais. E que realmente a vida tem valor diante da vida "

William Shakespeare


Planeje suas metas...

A cada início de ano, é comum renovarmos nossos desejos, estabelecermos novas metas e vislumbrarmos novos horizontes pessoais e profissionais. Como fazer para não nos distanciarmos deles à medida em que a pressão do dia-a-dia vai crescendo?


1º. Escrever os planos. O fato de escrever costuma ajudar a revisar, clarear detalhes e organizar melhor as intenções e, além disto, funciona como um documento, o que já cria um maior comprometimento.

Você não perguntou, mas vale uma observação de como formular estas metas, pois muita gente não tem isto claro:

.escrever metas sempre no afirmativo. Por ex. em vez de "Não brigo mais com o meu colega de trabalho", é melhor: "falo com meu colega de trabalho calmamente"

.no tempo presente. Por ex. em vez de: "Vou começar um curso de espanhol em setembro" é melhor: "inicio um curso de espanhol em 09/07" (lembre-se de que o nosso poder só existe no tempo presente, não no passado ou no futuro)

.para conferir se cada meta está realmente ok, usar o acróstico: A MEDIDA, ou seja, a meta está alinhada com meus outros objetivos e o restante da minha vida, neste momento? É mensurável? É específica? É desafiadora? É importante mesmo? É delimitada no tempo ou tem um prazo claro? É atingível ou alcançável?

.Algo que ajuda muito na realização dos objetivos é uma foto ou imagem que lembre a meta. Por ex. se pretendo fazer uma viagem de férias para Orlando, posso colocar a foto de um parque temático da região para alimentar meu desejo e minha meta. Se eu quiser emagrecer, posso colocar uma foto minha de quando estive bem mais magra para começar a guardar aquela imagem no meu subconsciente.


2º. Deixar o plano de metas em local de fácil acesso (dentro da agenda, na cabeceira, na maleta de trabalho, etc) e lê-lo, se não todos os dias, pelo menos uma vez por semana, durante uns 15 minutos, para:

·simplesmente relembrar das metas (nosso aprendizado se intensifica pela repetição);

·reforçar os propósitos e compromissos;

·observar se está cumprindo com os objetivos nos prazos;

·se não, refletir a respeito e tomar novas decisões que possibilitem a melhor execução do plano; importante é não se culpar por alguma falha no compromisso e sim chegar a uma decisão mais consistente com a realidade ou buscar ajuda ou um novo caminho para cumprir o propósito.

·listar os objetivos já alcançados;

·revisar algum plano que não esteja adequado à realidade;

·cumprimentar-se pelo andamento do plano, sentindo orgulho de si próprio pelo que já atingiu.


3º. Fazer um resumo do plano de metas, em cores, usando somente palavras-chaves e colocá-lo em local de acesso ainda mais fácil, como na parte de dentro da porta do guarda-roupas, na contra-capa da agenda de trabalho, ou num arquivo do computador que você sempre abra... É muito importante alimentar os propósitos e a memória, pois, como você disse antes, as solicitações do dia-a-dia são imensas. Também pode ser feito um resumo apenas com as metas mais atuais ou com prazos mais próximos. Isto significa refazê-lo a cada mês ou bimestre. Isto pode ser especialmente útil para metas de curto prazo. Depois de cumpridas, pode-se mudar a cor do bilhete ou das palavras-chaves.

E por que tudo isto? Diante da tendência humana para o esquecimento, da rotina diária e se a mudança exigir novos hábitos ou comportamentos, a resistência e a autosabotagem são naturais. Em resumo, é preciso criar métodos (às vezes, palavras ou imagens ou adesivos colantes coloridos) para manter a mente constantemente conectada às metas.


4º. Fundamental não desistir - Mesmo que você note, repentinamente, que ficou um mês sem nutrir e agir na direção dos seus planos, não se culpe e sim corrija. Retome a lista e veja como pode se adequar novamente aos prazos, reformule rapidamente, mas continue firme. Desanimar diante das dificuldades significa desistir dos sonhos e, pior do que isto, de você mesmo. E, afinal, se você não cuidar de você, quem o fará?

Fonte: revista educação


NÃO ESQUEÇA DE COMENTAR!